Amigos e ganhe dinheiro com a crise, com os pneus velhos: a casa, Apenas Boas Notícias

Fotos: divulgaçãoFoto: divulgação

Dizem que é por causa da crise, se cada vez maior. E os dois amigos, no estado do Rio Grande do Sul se encontraram com uma boa saída para ganhar dinheiro com os pneus velhos , nestes tempos de vacas magras… o investimento de quase nada, e, além disso, ajuda o meio ambiente.

A eles se juntaram e se estão fazendo artesanato com matéria-prima de custo zero. Os dois se tornam os vasos, cestos, cadeiras, pula-pula, cama para cães, e se anunciam nas redes sociais, e no WhastApp.

As vendas Uilson Massa Droppa, de 35 anos de idade, e Estevão Vieira Lozano, de 34 anos, chegam a tirar de cada um deles, de quase 2 mil dólares por mês. O dinheiro quase grátis, porque o gasto é mínimo, apenas com a pintura e os parafusos.

O preço é um grande alívio para os Uilson que é comerciante e tem visto que os ganhos que durante o isolamento social. “Eu estou trabalhando no momento, mas tem muito movimento, por causa da epidemia. Então vou fazer o de artes, para obter receitas adicionais”, disse Uilson Droppa em uma entrevista concedida à SóNotíciaBoa.

Já no Título, as obras de arte com os pneus, que se tornou a principal fonte de renda, já que ficou desempregado nesta crise.

A idéia de

Uilson, ocorreu-lhe a idéia de fazer com que os produtos com os pneus, porque ele queria ajudar seu amigo.

“A idéia de’ fazer com que [a arte] para tirar uma boa renda, ocorreu depois que o Título ficou desempregado. Então eu disse a ela: “vamos tentar trabalhar com os pneus, com o que a matéria-prima é de graça? E deu certo!”, disse Uilson.

Hoje em dia, os dois trabalham em um galpão no fundo da casa da Uilson que antes da crise, é utilizado para reunir a família e que “agora se tornou um workshop em Cachoeirinha, na região metropolitana da cidade de Porto Alegre.

E estão conseguindo muitas parcelas, que se vêem obrigados a trabalhar até bem entrada a noite.

“Temos muitos pedidos diários, o que não estamos dando conta. Tentou, inclusive, de fora do Estado… Estamos trabalhando na produção de arte na fabricação de pneus. Há dias em que vamos às 2 da manhã, montando e pintando… estamos pensando em chamar alguém para trabalhar em conjunto”, disse.

A experiência da

Uilson já que afeta os pneus velhos, desde o ano de 2016. No ano de 2019, fizemos uma reportagem sobre ele no SóNotíciaBoa mostra que Uilson e os vizinhos que se juntaram em uma época em que para fazer um terreno baldio, cheio de lixo, em uma das praças.

Eles revitalizaram o local da plantação de árvores, as flores, os bancos fazem com os restos de madeira, em balanço, gangorras e os ícones.

“Nós íamos a sair com os pneus para andar no jardim, nas áreas de bairro, que eram os objetivos do lixo.

Fizemos mais de 3 km de centro dos pneus e as especificidades de 2 lugares, com a fabricação de pneus. Tudo isso de forma voluntária entre nós, os habitantes de… criamos um gosta de perder tempo com os pneus, e nos demos conta de que esse presente”, disse.

Os preços

Hoje em dia, a experiência com os pneus usados são voltou do seu negócio e dos preços dos produtos que se Uilson e o Título o fazem hoje em dia que vão entre os 40 e 120 dólares.

  • O mais barato é o vaso de flores, de Us$ 40 milhões.
  • As camas, os cães saem$ 50.
  • Os caixotes de lixo custa r$ 60.
  • Poltronas De R$ 100,
  • Os carrinhos de mão e saem$ 120 cada.

São cerca de 50 os pedidos. “Estes são os que temos ordens para entregar na semana”, comemora.

E em vez de medo da concorrência, aos amigos e estimular outras pessoas a entrar no negócio para sair da crise.

O serviço

Para a compra dos amigos de chamar o WhatsApp: 51-98408-1490

Ou entre em contato através da página que você acabou de criar no seu Instagram.

Poltronas feitas com pneus - Fotos: divulgaçãoCadeiras feitas com pneus (Foto: divulgação Uilton no meio dos produtos - Foto: divulgaçãoUilson da metade dos produtos da Foto: divulgação Uilson (esq) e Vinícius - Foto: divulgaçãoUilson (esquerda) e o Título – Foto: divulgação

Por Rinaldo de Oliveira, da redação da SóNotíciaBoa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *