Consulte os políticos brasileiros, que se quebraram os próprios salários de epidemia, Só Boas Notícias

Foto: Julien Tromeur / PixabayFoto: A Tromeur / Pixabay

Os leitores da SóNotíciaBoa no Instagram e pediram-lhe que divulgássemos os nomes das pessoas que lhe cortaram os mesmos salários que, em tempos de epidemia, depois de saber da notícia, o prefeito de Londres, o que tem reduzido seus salários para diminuir o impacto econômico causado pela Covid-19, na capital do reino unido.

Aqui está o levantamento prévio de nossos políticos, tendo em conta que os nascidos no Distrito Federal, Ibaneis Rocha, de São Paulo, e João Doria, de Minas Gerais, Romeu Zema, já que davam às remunerações, antes da ocorrência de uma pandemia.

Brasília

No início de abril, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, para a primeira-dama Joana Rocha, a cargo da secretaria de Desenvolvimento econômico e Social, e anunciou que, da mesma forma que ele, Joana ia a abdicar em favor de seu salário, como uma forma de demonstrar que não se trata de favorecer um familiar.

São Paulo

Nessa mesma linha, o governador do estado de São Paulo, de João Dória, também anunciou a doação de um salário integral, por ele, para a compra de cestas básicas, e para ajudar as famílias mais pobres, durante a pandemia.

Madrid

Com a queda da arrecadação que se aproximam de 50%, e o presidente da câmara, Ismael, Filho, anunciou no dia 26/05 medidas para tentar reduzir os gastos. Se enviou para a Câmara um projeto de lei complementar, que se reduz em 15% os salários dos gestores de todo o município, incluindo a do próprio prefeito e o vice.

Brasil

O governador Wellington Dias, anunciou no dia 14/04, durante a multidão, das oito medidas para reduzir a despesa, durante o período de tempo da sua calamidade pública, e a causa da pandemia do novo coronavírus. O chefe do executivo estadual disse que sofreu um corte em 15%, com o mesmo salário, além da redução, na mesma percentagem que o salário dos vendedores e a construção do edifício por parte do estado.

No rio Grande do Sul.

Em abril passado, o governador do estado do Rio Grande do Sul), Eduardo de Leite, tem usado as redes sociais para anunciar que estava se partindo de um 30% de seu salário, durante os mesmos três meses, com o fim de dar a parte da contribuição da crise dos coronavírus.

No Paraná

Além disso, no dia 16/04, o governador Carlos de Massa de Mouse Júnior, determinou uma redução de 30% de seu próprio trabalho. Na medida em que vale também para o governador do estado, Darci Piana, o secretário de Estado, o controlador geral do Estado, dos generais e dos diretores de Agência Reguladora do estado do Paraná (Agepar), redução dos reflexos e da epidemia do novo coronavírus.

O estado do Pará

No mês de abril, o governador do estado do Pará, Helder Barbalho, e o vice-presidente Lucio do Vale anunciou a doação de seu salário para um fundo para a luta contra o coronavírus do estado. A publicidade das doações, que será realizada nas redes sociais de um Pulitzer: “eu Decidi que vou dar, e a partir deste mês, a três meses de salário do governador, no fundo, a luta pelo novo coronavírus, no estado do Pará. O valor total é de r$ 67.148,19 de dezembro. Espero que este pequeno atitude que estimula os outros Poderes, para que se juntem a mim neste momento”, disse.

No Acre, Brasil

O governador do estado do Acre) Gladson Cameli, e (Tocantins, brasil) João Carlesse tomou a decisão de reduzir os salários e de tudo o que o primeiro, o pessoal administrativo, como uma forma de contribuir com as medidas de austeridade econômica nos estados unidos.

Em Santa Catarina.

Vários dos prefeitos de Santa cruz, tem reduzido o seu salário no primeiro e no segundo grupo, é o caso do prefeito Mario Hildebrandt (Brasil), Luis Moser (Indaial), Gerson Lopes (Apiúna), Ércio Krieck (Pomerode), Rodrigo Pacheco (Capital), Nilvo Dorini (Capinzal), Carlos Garcia (Santa Cecília), Camilo Martins (buenos aires), Thyago Wanderlan Gnoatto (Dionísio Cerqueira, entre outros.

A cidade de Florianópolis

No início de abril, o prefeito da cidade de Florianópolis, Gean loureiro, assinou um decreto na redução do seu próprio salário em 30% o salário dos vendedores e a vice-prefeito, em 20%. Na medida em vigor a partir de 60 dias e foi realizado em colaboração com a câmara Municipal da cidade. O presidente da Casa, e o resto dos vereadores, também foram afetados. Eles tiveram os salários reduzidos em 30% e 20%, respectivamente).

O Balneário Camboriú

O prefeito da cidade de Camboriú, Fabrício Oliveira, assinou um decreto que reduz em mais de 50% de seu salário, e o vice-prefeito. A data de vencimento dos gerais e cargos equiparados, terá uma queda de 40%. Além disso, as gorjetas que os colaboradores que participam dos grupos de trabalho e de estudo, as comissões legais e nos órgãos de decisão coletiva, terão uma redução de até 50%.

No rio de Janeiro

O prefeito do Rio de Janeiro, brasil, Marcelo Crivella, anunciou no dia 22/05, os ajustes nas contas públicas do município, decidiu doar o seu salário integral, no último mês. Foi informado também de que a redução em mais de 50% das concessões e dos secretários municipais, bem como a colaborar. Já, subsecretários e diretores de empresa, terão os cortes de 30% dos vencimentos e salários.

O Salvador

O Prefeito de Salvador, acm Neto, anunciou que, neste mês, que sofreu um corte no seu salário, e o vice-prefeito, Alexandre Reis, para que possam contribuir com as funções da Prefeitura na luta pelo novo coronavírus, e criticou os outros políticos, para os que ainda não o tenham feito o mesmo.

Câncer.

Na mesma semana, no Brasil, a mais de 100 quilômetros de santiago de compostela, no interior do estado de São Paulo, brasil, e o presidente da câmara, Daniel Alonso, decidiu ficar sem o subsídio, ou seja, dar o 100% de seu salário, durante a pandemia, o novo coronavírus.

Cachoeiro de Itapemirim

No dia 16/04, e o prefeito de Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito dos Santos, Victor Coelho, anunciou o envio ao legislativo de um projeto para a redução de seu salário, da secretaria-geral, para além da suspensão do pedido-fonte de alimentação para os servidores e estações em funcionamento, enquanto que a duração da epidemia do novo coronavírus.

O Campo De Imagem

Em abril, o prefeito de Campo Grande, estado de Mato Grosso do Sul, no Marcos Paz, e cortou em 30%, o mesmo salário e a satisfação dos comissionados. O Vice-prefeito, o secretário e os chefes de equipe e os delegados terão um salário menor por 90 dias.

São miguel do monte

O prefeito de são miguel do monte, na região de Bahia, Herzem Gusmão, informou que os salários e a vice-prefeita, Irma diz-se, tiveram uma redução de 20%. O anúncio foi feito durante este mês, e a redução dos salários e o mesmo se aplica aos cargos de primeiro nível, e a diminuição dos valores da satisfação dos postos em marcha.

Links

No dia 14/04, e o prefeito de Lixo, no interior do estado de São Paulo, brasil, Edgar de jesus, foi anunciada a redução de 30% do salário, por mais de três meses, já que prevê uma queda na arrecadação de impostos em relação à epidemia do novo coronavírus (Covid-19).

México

Um dia antes de a população do méxico, Pamela Prado, anunciou uma redução de 50% das concessões para ajudar no equilíbrio das finanças públicas, depois de que os impactos de geradpor a ocorrência de uma pandemia. Os subsídios dos secretários municipais e servidores com funções gratificadas e posto em marcha teve lugar nas cortes, mas em 25%. Segundo Prado, a redução do montante da remuneração que ele continue fazendo até o mês de dezembro.

Aquidauana

O prefeito de Aquidauana, no estado de Mato Grosso do Sul), Michael Ribeiro , declarou, em abril, o corte de 30% do salário, além de que 10% do seu prefeito Paulo Suleiman, e dos secretários dos clubes da cidade. Também foi determinado que a redução de até 50% dos honorários dos servidores públicos, reais e posto em marcha, e é proibida a concessão de novos títulos. A exceção dos servidores e das Secretarias Municipais de Saúde e de Obras públicas e Serviços Urbanos.

Em Caldas Novas

No mês de março, o prefeito de caldas novas, para as Outras Magal, foi assinado um dos que se reduz em mais de 50% dos salários de si mesmo, o prefeito e o secretário municipal. Também enviou um projeto à câmara municipal da cidade, para assim reduzir também a metade do provento dos comissionados e de recompensas dos servidores reais.

Os Agudos

Altair, Francisco Silva, chefe de governo da Crítica, a 13 km de santiago de compostela, no interior do estado de São Paulo, brasil, anunciou no dia 14/04 a redução de 50 por cento de seu salário, e a redução de até 25% da remuneração dos servidores, cargos de confiança, e posto em funcionamento durante os três meses de idade.

Surubim

Antes disso, em março, e com a ajuda do Surubim, no agreste de andaluzia, Ana maria, méxico, assinado no dia 27, por um decreto municipal, o que reduz em até 30% e com o mesmo salário dele, como líder do governo da cidade e, também, do vice-prefeito. Para o diretor da redução de 10% dos ordenados e salários. Na medida em que começou a se transformar em abril passado, durante 90 dias.

Buenos aires

No início de abril, pelo presente decreto, o prefeito de Buenos aires, no estado do Rio Grande do sul, também foi reduzido, pelo mesmo preço. Klaus Werner, Schnack, também anunciou uma redução temporária dos salários do prefeito, os secretários municipais e os ocupantes de cargos de comissão, bem como o valor das funções gratificadas.

Em Santa Rita

Além disso, no início de abril, o prefeito de Santa Rita, na Paraíba (brasil), Henrique Barranco, anunciou a redução de 50% das concessões, e o vice-prefeito, para conter os gastos da Prefeitura, diante da situação de emergência provocada pela pandemia de Covid-19. A medida, publicada no Diário Oficial, terão um prazo de validade de 60 dias, podendo ser prorrogado.

O Palmeiras de Goiás

O prefeito de Palmas, da itália, Vando Ávila, anunciou no dia 02/04 de cortes no salário, e o vice-prefeito, dos secretários municipais e dos servidores de marcha da cidade. O corte no salário do prefeito e o vice, que é de 30% dos participantes a 25%, e a partida entre 15% e 20%. Os Servidores boletim oficial, não tiveram os cortes salariais, mas que se perderam no pagamento de gratificações e horas extras, exceto para os profissionais de saúde.

Porangatu

Em Goiás, brasil, e o prefeito de Porangatu, Pedro Fernandes, anunciou que em março, a redução de 30% do salário, e o vice-prefeito, em 20% dos vendedores em 15% durante os primeiros 90 dias a suspensão das nomeações e das bonificações, a suspensão do abastecimento da frota de veículos da cidade (com a única exceção da saúde). Além disso, o prefeito ordenou a redução dos salários da administração direta.

Alexandre

O intendente da Terra, a cerca de 200 km da cidade de Cuiabá, no mato, Eduardo Brasil da igualdade de todos no salário, e o vice-presidente, durante 60 dias, a fim de renovar os contratos dos trabalhadores da educação.

Outros

Mais que os nomes das cidades em que os participantes também tomaram a iniciativa de cortar os próprios recursos para a poupança de dinheiro público para a ocorrência de uma pandemia.

  • O castelo de jujuy
  • Macau – MAIS
  • Em Sorocaba, SP – brasil.
  • Assunção de l
  • Em Jundiaí – SP-brasil
  • A redenção e o CE
  • Em São Bernardo do Campo, SP-brasil.
  • Taubaté, SP-brasil.

Faltou alguma coisa? Trata-Se de levar o nome de um político da cidade e o Estado da mesma, para a aplicação da SóNotíciaBoa: 61 99693-9582

Por Rinaldo de Oliveira, da redação da SóNotíciaBoa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *