Nacional, que foi tratada como uma escrava, estudou com seu neto, em quarentena, Só Boas Notícias

Avó e neto estudam juntos na quarentena - Fotos: Gláucia Carvalhaes/Arquivo pessoalA avó e o neto, que estudam juntos em quarentena, as Fotos de: a b c biografia carvalhaes no Arquivo pessoal

O lar de Maria Lopez está desfrutando de quarenta, para estudar com seus filhos. Eles estudam juntos na favela do Morro do papagaio, em Belo Horizonte, estado de Minas Gerais.

Maria, de 59 anos de idade, encontra-se no 3º ciclo do ensino básico, no EJA a Educação de crianças, Jovens e Adultos–, e António, de 10 anos, que é a série na parte da frente da mesma.

As aulas nas escolas que estão fechadas por causa da Covid, duas vezes por semana, os dois fazem as tarefas da escola com a ajuda de uma vizinha da área. Com as máscaras e álcool em gel, vão à casa da jornalista gláucia carvalhaes no, que vive em um bairro próximo.

Se conheceu através de um líder da comunidade do Morro do papagaio, Julho Fessô, e orienta-se para fazer as tarefas domésticas.

“É uma ajuda muito boa, sobretudo pela vontade de aprender dos dois”, disse o jornalista no G1.

Ela

Para estudar o desafio de Maria Lopez, que é a senhora da limpeza. Lembra que, quando era criança, tinha a obrigação de trabalhar em casa de família, em que foi criado, a Társis, pul, no Vale do Jequitinhonha e mucuri.

Maria, que havia sido abandonado lá por seu pai aos 6 anos de idade. Nunca tinha conhecido a sua mãe, nem sei se tem parentes vivos.

“Eu era uma bruxa, certo? Eu via as crianças que vivem na casa, ir à escola e pediu para acompanhá-lo. Disseram-Me que eu tinha que trabalhar, lavar roupa, cozinhar”, disse.

Ao chegar à idade adulta, foi para Belo Horizonte, em uma tentativa de fazer algo de sua vida. Teve três filhos, um deles, o pai de Antonio, que morreu.

“Brian e eu temos uma ligação muito forte. Um dia, sua mãe o trouxe para ele visitar um rapaz que não quer que se vá. Só nós dois”, disse à virgem Maria.

Prazeres da vida

Agora bem, a avó e o neto são estudados em conjunto.

Os dois passam muito tempo compartilhando as delícias dos que Maria se prepara na cozinha.

“A gente continua na família, na quarentena, comendo e engordando, (risos)”, contou a avó.

Maria estudando na quarentena - Foto: Gláucia Carvalhaes/Arquivo pessoalMaria estuda na quarentena, da Foto: a b c biografia carvalhaes no Arquivo pessoal

Com informações do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *