O filho que chora, ao rever seu pai, que estava dentro de 28 dias internado no hospital: o video, Só Boas Notícias

Filipinho e Filipe, juntos de novo - Fotos: reprodução / FacebookFilipinho, e a Filipe, juntos de novo – o que te parece? / Facebook

Um vídeo emocionante, que está viralizando nas redes sociais. Nele se mostra que a criança Filipinho chorando, e ao rever seu pai, o rei Filipe Augusto, que estava dentro de 28 dias internado no hospital, 20 deles na unidade de cuidados intensivos.

O cara não se acredita! “Quem é o pai, quem é?”, a pergunta do pequeno e do brasil, Luiz Felipe. “Eu vou chorar”, diz. E chora muito.

Filipinho abraça seu pai, chorando, olha para ele, para ter a certeza de voltar a abraçar… olha de novo, e se abraça de novo… e A alegria da criança que está fazendo um monte de gente chorando junto com ele.

O pai de Felipe Augusto, que fez uma esofagectomia de uma cirurgia para a retirada de parte do esôfago, mas quando estava prestes a ter alta do hospital, recebeu a notícia de que estava no Covid-19, e teve que ficar internado no hospital.

O morador de Itupeva, no interior do estado de São Paulo, brasil, dirigiu-se de novo para a casa desta quinta-feira, de 25 anos, e o publicou no Facebook o vídeo de seu filho, e uma foto, no momento de sua saída do hospital, para dar as graças.

Ele escreveu o seguinte:

“Depois de 28 dias internado no hospital, e destes, cerca de 20, na unidade de cuidados intensivos, finalmente estou em casa. Ainda não estou 100%, mas em casa é outra coisa.

Primeiro fiz uma cirurgia de esofagectomia, e tudo vai muito bem, graças a Deus, e quando estava prestes a ter alta, infelizmente, recebi a notícia de que a Covid. Mas, graças a Deus, aqui estou eu. A vitória, em uma dose dupla para a honra e glória de cristo”.

A gratidão

“Não tenho palavras para agradecer todo o apoio que minha esposa e eu recebemos. Agradeço a equipe médica que me tem acompanhado, temos estado a todo o momento muito bem visto por parte dos melhores, tanto na cirurgia como na Covid”.

“Com exceção do pessoal de saúde que tive com as orações de tantas pessoas que fizeram uma grande diferença nesta batalha, que já tinha me acostumado. Já sei que não são poucas, já que eu já tive a experiência de ter um ponto de vista e ver a quantidade de pessoas que batalharam junto a mim, e isso me mantém estes dias internado no hospital”.

Nesta visão, eu me dei conta de pessoas que nem conheço… Deixo meu eterno agradecimento a todos os que de alguma forma estiveram comigo. Sentam-Se nos braços um do outro. Muito obrigado e que Deus lhes abençoe grandemente a cada um”, concluiu.

Assista ao vídeo: (se não abrir automaticamente , clique aqui)

Por Rinaldo de Oliveira, da redação da SóNotíciaBoa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *