O Talento, o incentivo e a oportunidade que lhe mudaram a vida de mais de 22 mil jovens dos bairros da periferia, Só Boas Notícias

Natiele, Laíza e Dougas - Fotos: reprodução / YoutubeNatiele, Laíza, e Dougas – o que te parece? / Youtube

O modelo de Natiele Aguilar, de 25 anos de idade, saiu da cidade de Betim, Minas Gerais, brasil, para mostrar nos diferentes países em que as passarelas de marcas como Dolce & Gabanna, em Milão. (ver vídeo abaixo)

O atleta de Laíza Lopez Fernandez se reuniu com o atlético, depois da participação em atividades relacionadas com os esportes, no Jardim Teresópolis, conseguiu excelentes resultados em competições de desempenho.

Douglas Rodrigues da Silva, de 14 anos de idade, é um jovem autodidata, com um talento incrível para a música, aprendeu a tocar no aplicativo do seu celular, e hoje em dia estuda-se o piano, e que sonha em tocar em uma orquestra. Em comum tinham com a comunidade em que vivem, da juventude, o talento e a falta de incentivos e oportunidades.

Havia, pois, felizmente, a trajetória de vida de cada três brasileiros se mudou depois de que tenham participado, no Instituto, a Árvore da Vida, que existe há mais de 15 anos de idade e já se tornou a história dos mais de 22 mil jovens.

E para celebrar esses 15 anos de idade, é uma websérie em conta a trajetória dos três brasileiros, que são concedidos a outros 22 mil, com a assistência do Instituto, a Árvore da Vida.

Os vídeos

No primeiro vídeo da série que conta um pouco dos sonhos e da história dos três Natiele, Laíza, e Dougas.

Em outros capítulos que mostram com detalhes quem são, de onde vêm, o que se esperava da vida e o que cada um deles, tornou-se um.

A websérie foi feito pela FCA (free carrier), em parceria com a produtora de T+.

O projeto

Criada em 2004, com o fim de contribuir para o desenvolvimento económico e social da comunidade do Jardim Teresópolis, na região que fica de frente para a área de Automóveis da Fiat em Betim – a Árvore da Vida, que nasceu como um projeto social da indústria do automóvel, e no ano de 2017, se tornou independente.

Hoje em dia, no Instituto, a Árvore da Vida ” (IPV), é uma associação sem fins lucrativos, formada e dirigida por membros da comunidade, o que leva a atividades sociais, culturais, de treinamento profissional e de apoio à iniciativa empresarial e o desenvolvimento da comunidade.

As investigações mostraram que os jovens que passam através das atividades do Instituto, têm 3,6 vezes mais chances de continuar com os estudos e com a possibilidade de 4,8 vezes superior à dos quatro anos de estudos universitários.

Assista ao primeiro episódio:

Ver todos os da série aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *