Rússia promete lançar uma vacina contra o Covid o mês que vem, Só Boas Notícias

Cidadão na Rússia - Foto: GETTYUm cidadão da federação da Rússia Foto: GETTY images

A carreira dos pesquisadores, para criar uma vacina contra o Covid 19 de ganhar um novo concorrente de peso que saem na frente: e a federação da Rússia.

No país, anunciou segunda-feira, 13, o imunizante, desenvolvido por ali não passaram nas provas. Assim, na federação da Rússia torna-se o primeiro país do mundo a conclusão de testes em seres humanos.

“A investigação está concluída e foi demonstrado que a vacina é segura”, disse Elena Smolyarchuk, diretor do centro de pesquisa clínica da Universidade de Sechenov, à agência de notícias russa TASS.

Portanto, a previsão é de que o imunizante é dado de alta e a circulação de civis, entre os dias 12 e 14 de agosto.

Já no início da produção em massa, o que é muito esperado em setembro, por parte das empresas privadas.

Os tetes

As provas iniciaram-se em junho e se envolveram em dois grupos.

O primeiro foi de 38 voluntários saudáveis, com idades compreendidas entre os 18 e os 65 anos de idade.

Ao mesmo tempo, os militares russos puseram em marcha um ensaio clínico paralelo de dois meses de idade, com a mesma vacina, desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa de Gamalei para a Epidemiologia e Microbiologia.

A Todos os voluntários que passaram de 28 dias isolados, para protegê-los da exposição a essas infecções.

Os testes demonstraram que fizeram parte de uma resposta imune após a injeção, e não se desenvolveram na reação atípica.

Alguns tiveram que só a dor de cabeça, e com uma temperatura corporal elevada, de que as 24 horas mais tarde.

A controvérsia

A corrida, da federação da Rússia, na propaganda da vacina, com apenas um par de meses de testes, tornaram-se especialistas em torcerem o nariz.

Eles criticam de forma acelerada, como o país se vai colocar o imunizante no mercado, sem a necessidade de fazer mais testes, e sem ter que esperar para ver a reação do corpo humano, para os medicamentos.

A doença da federação da Rússia

O país é o quarto maior o número de infecções por coronavírus em todo o mundo.

Está atrás dos Estados Unidos, o Brasil e a Índia.

Até à data, o país conta com 732.547 dos casos, e 11.422 as mortes, de acordo com dados da Universidade de Johns Hopkins.

As vacinas no mundo da

Atualmente, existem cerca de 21 tiros, em um estádio mais avançado de estudos em humanos, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Dois deles se encontram na Espanha e na de Oxford e do instituto Butantan, tanto na fase 3 de testes.

Com os dados da revista Forbes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *