SENAI e a indústria já se repararam mais de 1.800 respiradores de hospital, Só Boas Notícias

Respirador consertado - Foto: reprodução / SENAIEquipamentos de proteção respiratória de fixação – Foto: reprodução / SENAI

O poder da união! Ascendeu a 1.800 no número de respiradores reparados e devolvidos para os hospitais da rede, de forma voluntária e de manutenção, que será coordenada pelo SENAI. Os respiradores são essenciais para salvar a vida dos pacientes e da Covid-19.

Nesta ocasião, de 20 anos, é uma transmissão ao vivo nas redes sociais, agradeceu aos mais de 700 voluntários que participam do projeto.

Desde o início da epidemia no Brasil, em que foram recebidas para a preparação de 3.919, ventiladores pulmonares. Estes 1.082 se encontram nos serviços de manutenção, 178 a calibração e os 1.850 que já foram devolvidos aos hospitais, com um total de 460 municípios de todos os estados-membros.

O grupo de voluntários formado pelo SENAI, arcelor mittal, BMW, Fiat Chrysler Automóveis (FCA), os Estúdios da Globo, Ford, General Motors, Honda, Hyundai Motor Brasil, o Instituto de san isidro, o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e a POLI-USP), o Jaguar, Land Rover, Mercedes-Benz do Brasil, uma Moto Honda, Petrobras, Renault, Man, Toyota, Troller, Usiminas, Vale, Volkswagen e Volvo do Brasil, com o apoio do Ministério da Saúde, o ministro de Economia e finanças, o Ministério da Defesa ea Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e a Associação brasileira de Engenharia Clínica (ABEClin).

“Desta forma, deu-se uma clara mostra de que a sociedade portuguesa se une em torno de um propósito, e quando estiver bem construído, de forma concertada entre os parceiros, através da colocação de afirmação da vida contra a de qualquer outra questão”, disse o diretor-geral do SENAI, Rafael Lucchesi.

Os pontos de controle

Em todos os estados brasileiros e dos 40 aos postos de manutenção de ventiladores nos pulmões, o que é essencial no tratamento de pacientes graves e em Covid-19.

“O programa produziu e produz os resultados que se salvaram e continuam os esforços para salvar vidas. As previsões de 26 marcas de fabricantes de veículos do mundo do Brasil, têm o orgulho de ter participado desse projeto”, disse Fabrício Biondo, o primeiro vice-presidente da Anfávea, a Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores.

Os Representantes da força aérea brasileira e o Itaú Unibanco também estiveram presentes no evento.

“Neste esforço, e, o mais importante é que eu senti que era o espaço em que a gente descobriu que não apenas seja uma empresa doador de recursos financeiros, mas no SENAI da sociedade, o que nos permitiu fazer parte deste projeto, contribuir para a estruturação das ações, para tentar manter a maior quantidade possível dos centros de manutenção dos recursos para que não fiquem parados”, disse Luis Cláudio Moreira Pascal, a força aérea brasileira.

Foi lançado em abril, para que se ocupem mais de us$ 1 bilhão para fins médicos, no fundo, a Saúde, o que também participou nesta iniciativa.

“Em nome do banco Itaú, mas, sobretudo, a Saúde das pessoas e das empresas que também têm dado a este fundo, parabéns pela iniciativa, e especialmente aos voluntários. Não serviria de nada para as pessoas e arrecadar fundos, se não fosse pelos voluntários para realizar essas ações. Obrigado a todos os que estão envolvidos”, disse o coordenador de Relações Institucionais do Itaú Unibanco, Daniela Internet.

O poder da união

A velocidade com que o SENAI conseguiu mobilizar a estrutura e a articulação da construção da rede, de forma voluntária, foi reconhecida pelo presidente do Instituto de san isidro, Ricardo.

“A resposta foi muito rápida, é muito fácil de dar suporte, de colocar os recursos e o apoio do SENAI. Este projeto é um grande exemplo de que somos capazes de fazer juntos, é um bom exemplo da capacidade do SENAI em ajudar os que em um momento desses, de tal forma que estamos muito felizes de ter ajudado. É um dos principais frentes nos termos e condições de sucesso que temos tido”, disse.

O presidente da Associação de Engenharia Automotiva, Bessaliel Botelho, também ressaltou que a iniciativa ” + Respirador continua trabalhando para que a maior parte dos equipamentos recebidos e voltar para os hospitais preparados para atender os pacientes da Covid-19.

“Estamos em um processo em que se deve prosseguir com a demanda, a necessidade de ajuda com a qualidade de vida com a tecnologia. Eu o vejo como uma amostra de tecnologia e de vida em que o empresariado brasileiro, em diferentes âmbitos e setores que estão fazendo. As palavras de gratidão para com as 700 pessoas que participam da ação”, disse.

“A sociedade, o mundo está atravessando um momento dramático, no entanto, sabemos que com a energia que faz a afirmação de que a força da fé, da solidariedade, da ciência e da possibilidade de que a humanidade deve se juntar aos propósitos dos maiores”, disse o diretor-geral do SENAI, na cerimônia de encerramento do evento.

fórum=”0″ allowfullscreen=”allowfullscreen”>

Com informações da PortalDaIndústria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *